Ninguém recomendou esse artigo ainda.

Como funciona a Praga do Dragão e o Auxílio Oculto

Duas mecânicas de jogo vitais em Sekiro são a Praga do Dragão e o Auxílio Oculto. Nosso guia vai explicar como essas duas mecânicas se conectam e os efeitos delas no seu jogo. Confira:

Auxílio Oculto

Quando você morre de verdade em Sekiro – que é quando você volta para a última estátua que visitou – você perde metade da sua barra de experiência atual. Vale lembrar, é só metade da barra, o número de barras acumuladas não é afetado.

Mas às vezes acontece de você receber um Auxílio Oculto ao voltar à vida. Buda fica com pena e você não perde nada… desta vez. A porcentagem de chance de rolar um Auxílio Oculto é exibida no menu de pausa ou quando você visita uma estátua. 

A chance mais alta é 30%. Quanto mais você morre, mais essa chance diminui e mais a doença Praga do Dragão se espalha. 

Praga do Dragão

Após morrer cinco vezes em Sekiro, você vai ver uma cena mostrando a doença em ação: um NPC que você conheceu vai começar a tossir e sentir dores. Se for um vendedor, ele não vai mais conseguir vender itens. Pior ainda, a Praga do Dragão também trava o progresso nas suas quests.

A única exceção é o Escultor. Ele não terá novos diálogos se tiver a doença, mas você ainda poderá usar seus serviços.

Fique sempre atento a qual NPC é afetado pela Praga do Dragão. Vai chegar uma hora em que você encontrará itens de cura para a doença e que elevam seu favor com Buda para 30% novamente.

Eles são raros, mas existe um item desses com cada vendedor. Não use esses itens se você estiver morrendo várias vezes seguidas para um chefe, ou vai ter que arrumar outro. Use depois de matar o chefe! Assim, vai demorar mais para a Praga do Dragão voltar a afetar os NPCs.